Biologia e Veterinária

"Toda a profissão muda sua vida, aprendemos coisas novas, temos contato com muitas coisas, então sempre algo te transforma."

Célula biologia
Pata de animal, cachorro
Estudante de medicina veterinária

Letícia Pedroso

Estudante

4º semestre de medicina veterinária
na FMU 

Imagem estudante de biologia, participante da feira de profissões

Estudante

Sofia Munaro Dias

5º ano do curso de Biologia 

Imagem de profissionária propriet;aria de uma clínica estética, participante da feira de profissões

Profissional

Patrícia Gualberto

Proprietária de uma clínica de estética

ícone avatar azul.png

Profissional

Lina de Campos Binder 

Mestrado no programa de Epidemiologia Experimental Aplicada às Zoonoses da USP

seta para baixo

confira o resumo!

Biologia é uma área muito ampla, onde durante o curso a pessoa pode experimentar cada especificidade. O biólogo acaba estudando todo o corpo humano e, muitas vezes, as matérias na faculdade são dadas por biólogos. 

 

A Biotecnologia, se assemelha muito com a Biologia geral, mas passa por áreas de organismos geneticamente modificados, na fabricação de vacinas e novos medicamentos. É visto biologia celular, botânica, genética, entre outras áreas, lidando com tecnologias aplicadas às ciências da vida. O Brasil, por ser referência em vacinas, é bem desenvolvido biotecnologicamente e possui muito mercado de trabalho. 

 

Com relação a Medicina, é necessário ver qual caminho você gosta mais, vendo as grades dos cursos para ver qual é mais focado no âmbito que você quer. 

 

Acaba-se por passar na área da saúde uma certa dessensibilização, se habituando a ver animais doentes e sofrendo. Mas se toda vez você sofrer como se fosse a primeira vez, você não aguenta o curso. Então muitas pessoas entram na faculdade sendo vegetarianas, e voltam a comer carne em determinado momento. Muitas pessoas entram na faculdade muito mais sensíveis, e vão se acostumando com a doença e gravidade dos casos. Enxerga-se muito mais que um pet em casa, por exemplo, ele não é apenas um cachorro, é muito mais que isso. 

 

A importância de um acompanhamento clínico deve ser passada aos tutores, para que o paciente não chegue em um estado deplorável, como muitas vezes ele é levado à clínica.

 

As áreas que um veterinário pode atuar, são: clínica e cirurgia (médico de animais, diagnóstico), inspeção de produtos de origem animal (o veterinário vai verificar se o produto foi feito de maneira correta para ser consumido), saúde pública e controle de zoonoses (trabalha na secretaria de saúde por exemplo, em formas de prevenção de saúde), controle populacional, veterinários que trabalham na produção animal (em fazendas de suínos por exemplo, em que o objetivo final é o lucro), área de patologia (em que se trabalha em laboratório) além de pesquisa, que perpassa todas as áreas.              

 

Com relação a Medicina, muitos escolhem Veterinária por não querer lidar com pessoas, mas acabam lidando mais do que desejam. Além disso, muitos estudantes acham uma escolha mais leve, contudo, cada animal é muito diferente um do outro, e para se especializar é necessário fazer após a faculdade. São grupos de estudos completamente diferentes, necessitando criar um vínculo afetivo com o tutor do seu paciente. 

 

Existem residências específicas na Veterinária, mas não são obrigatórias como na Medicina. Logo que você termina a faculdade, você acaba querendo já atuar na área, fazendo residências nos hospitais das faculdades. No último semestre ou ano é de estágios, não tendo mais disciplinas teóricas na faculdade.